Blog

01/11/2018
AQUAMAT divulga a Piscicultura no MT
A piscicultura é uma atividade econômica milenar, e que não exige grandes investimentos financeiros se implantada em pequenas propriedades. Essas propriedades, que são abundantes na região de Rondonópolis (MT), cada vez mais estão adotando a atividade como uma alternativa de geração de renda e alimento. 

A Aquamat (Associação dos Aquicultores do Mato Grosso) está divulgando e estimulando a piscicultura pelo estado, levando palestras e eliminando dúvidas que os produtores possam ter. De acordo com o presidente da Associação, que hoje conta com 500 associados, no Mato Grosso existem mais de 2 mil piscicultores, que produzem juntos mais de 60 mil toneladas por ano, o que torna o estado o quarto maior produtor do Brasil. 

Cerca de 75% dos peixes produzidos, são os chamados “peixes redondos”, que como o próprio nome já diz, tem uma forma arredondada, como por exemplo, o Tambaqui, espécie que é muito popular entre os consumidores. O resto da porcentagem é composto por espécies como o Bagre e o Pintado, sendo que a Tilápia está sendo introduzida gradativamente.
 
Além de possuir um bom potencial hídrico, a ração também é outra vantagem para o produtor no estado, pois por serem grandes produtores de grãos (que são a principal matéria prima da ração), as fábricas conseguem produzir e comercializar a ração com um bom preço. 

Ele ainda afirma que o mercado da piscicultura encontra-se em expansão, pois o peixe é uma carne com baixo teor de gordura, e a preocupação das pessoas em alimentarem-se de forma mais saudável cresce a cada dia. 

O peixe tem ainda uma taxa de conversão alimentar muito maior se comparado a outras carnes, como a bovina por exemplo, ou seja, o produtor vai precisar de muito menos ração para conseguir a mesma quantidade de carne. 

Por esses motivos, a Aquamat se esforça para divulgar a atividade como uma forma de renda e assim atrair mais produtores e investidores que ainda não entraram no negócio por falta de conhecimento.


Voltar